O que é Engenharia de Produção?

O que é Engenharia de Produção?
12/06/2019

Quem está buscando colocação no mercado profissional e possui afinidade com a área de ciências exatas, provavelmente já pensou em cursar alguma engenharia.

Com a alta especialização das áreas de atuação, o ramo foi se subdividindo em diferentes especificidades e hoje já é possível identificar 34 tipos de engenharia para se especializar. E cada uma delas possui um perfil próprio, apesar de muitas vezes estarem correlacionadas.

Por isso, quem coloca Engenharia de Produção como uma das opções de profissionalização precisa compreender com mais profundidade suas características, antes de tomar alguma decisão.

Neste post você vai conhecer o que é a área de Engenharia de Produção e compreender o que faz o engenheiro especializado nessa área. Continue acompanhando e descubra!

Diferentes áreas da engenharia

A palavra engenharia se origina no Latim ingenium, que quer dizer “a qualidade inata de gerar” ou de produzir. É a palavra que dá origem ao termo “engenho”, que se refere a criatividade e a invenção.

Sendo assim, a grande área de engenharia de forma geral é responsável pela aplicação de diferentes conhecimentos científicos e históricos para a construção e criação de objetos e estruturas novas, além da gestão dos processos produtivos.

Em cursos de graduação em engenharia, a grade curricular é composta para os estudantes aprenderem como aperfeiçoar e a implementar invenções que sejam benéficas para a vida humana, sejam estas máquinas, ambientes ou sistemas. Também irão aprender a equilibrar qualidade e produtividade, visando o bom desenvolvimento organizacional.

Conforme as universidades foram se popularizando e a tecnologia tornando-se cada vez mais complexa, passou a haver no mercado de trabalho a necessidade de atuações cada vez mais especializadas e aprofundadas em determinados conhecimentos.

Engenharia de produção

A engenharia então precisou passar por um afunilamento, para que os especialistas pudessem atuar de forma mais enfática em seus campos específicos e encontrar soluções de forma mais objetiva e criativa para a determinada área.

Assim, a engenharia de produção é a responsável então pela área produtiva das empresas. Isso significa ser o setor que gere e pensa a linha de produção de forma completa, como os recursos humanos, materiais e financeiros de quase todos os setores produtivos, desde seu princípio até a distribuição final.

Em uma formação básica, o engenheiro de produção deve ser capaz de se responsabilizar por traçar estratégias que garantam a eficácia dos processos produtivos, garantindo sempre o melhor uso dos recursos financeiros, a fim de reduzir os custos da produção e ampliar os lucros empresariais.

Perfil do engenheiro de produção

Muito além da boa capacidade em realizar cálculos complexos, um bom profissional de engenharia de produção utiliza sua habilidade matemática e seu raciocínio lógico para pensar de forma estratégica toda a cadeia produtiva de uma empresa.

Solucionar problemas dos mais simples aos mais complexos dentro do sistema produtivo é uma grande parte da atividade do engenheiro de produção, sejam eles ligados aos processos, aos equipamentos e tecnologias ou aos produtos em si.

Assim, para o mercado de trabalho, uma característica essencial deste profissional de engenharia seria a capacidade de gerenciar sistemas e pessoas, com boa capacidade de planejamento e de visão de negócios.

Será necessário que este profissional consiga associar os conhecimentos de engenharia com técnicas administrativas e até fundamentos da economia e do marketing.

O engenheiro de produção precisará projetar os processos de produção para criar soluções e inovações que possam acelerar a produtividade e os lucros dentro de um sistema equilibrado entre oferta e demanda de matérias primas.

Áreas de atuação

Desenvolvimento organizacional

Nesta área, o engenheiro de produção cria soluções relacionadas à gestão das empresas. É uma atuação voltada à estrutura do planejamento estratégico organizacional, que engloba as questões operacionais, financeiras, os sistemas de informação, os arranjos produtivos e a até a análise do desempenho da organização.

Engenharia do trabalho

Para essa função, o engenheiro de produção fica responsável por gerenciar os recursos humanos necessários para o sistema produtivo. É quem irá avaliar os custos, as condições e os prazos para a produção e as entregas, com base na capacidade operativa humana da empresa.

Engenharia da qualidade

No setor de qualidade, o engenheiro de produção se responsabiliza pela estratégia e a supervisão da qualidade dos produtos durante a linha de produção. O controle de qualidade abrange a normalização segundo as normas da Organização Internacional para Padronização (ISO), a auditoria e a confiabilidade dos processos.

Supply Chain

No ramo de cadeia de suprimentos, este profissional de engenharia é contratado para auxiliar na redução dos custos de estoque, na resolução de conflitos entre produção e qualidade e na maximização da eficiência da cadeia produtiva.

Logística

Neste setor de operações logísticas, o profissional ficará responsável pela estratégia da movimentação dos produtos, da estocagem e do transporte da produção. É possível ainda que atue criando estratégias para atender as exigências e demandas do consumidor final.

Além dessas áreas, a engenharia de produção ainda pode atuar no setor público, auxiliando no desenvolvimento regional ao utilizar seus conhecimentos de gestão, entre muitas outras formas de atuação.

Se você está procurando vagas para atuar como engenheiro de produção, a Engenha te ajuda! Confira nossas vagas para Engenharia de Produção.

Compartilhe

Veja também:

Whoops, looks like something went wrong.