Como está o mercado de engenharia no Brasil?

Como está o mercado de engenharia no Brasil?
01/08/2019

Engenharia continua sendo vista como um grande sinônimo de desenvolvimento e avanço para qualquer país. Mas quem está entrando no mercado apenas agora, ainda encontra boas oportunidades?

Por ser a área da ciência responsável pela elaboração de projetos e construção de ferramentas, mecanismos e estruturas, a engenharia como um todo se mostra indispensável para a infra-estrutura das sociedades.

Por essa razão, ainda que o número de profissionais formados continue alto e que se verifique um cenário de crise econômica, a demanda por engenheiros permanece intensa. Não apenas continuam sendo requeridos pelo o mercado de trabalho, como a valorização desse profissional não diminuiu.

Um bom engenheiro, com habilidades interpessoais e conhecimentos especializados está entre os profissionais mais procurados pelo mercado, em diferentes setores, devido a sua versatilidade.

E para que você que está se formando agora possa escolher as melhores maneiras de conduzir sua carreira profissional nesse ramo, separamos algumas informações sobre o mercado de engenharia no Brasil em 2019 e as tendências para os próximos anos. Confira!

Mercado de engenharia no Brasil e no Mundo

No mundo todo, apesar da insegurança com profissões que já não são mais necessárias pela atualização tecnológica e com o aumento dos índices de desemprego, a área de engenharia continua em alta.

Somente no Brasil, segundo o CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), em 2018 foram registrados 779.488 mil novos profissionais. Dos 1.381.332 profissionais registrados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), 99,9% possuem diplomas obtidos no Brasil.

Além disso, a subdivisão das atividades também aumentou. Hoje já se encontram 34 tipos de engenharia para tornar-se um especialista, sendo as mais conhecidas as engenharias civil, mecânica, química, elétrica, eletrônica, de produção, computação mecatrônica e ambiental.

E, como grau de formação de uma faculdade de engenharia costuma ser bastante alto e as exigências rigorosas, essa área está repleta de profissionais com diversas competências bem desenvolvidas para áreas de projetos e exatas. Isso os torna aptos para atuarem em diferentes frentes, para além das indústrias ou empresas de engenharia e amplia as oportunidades de trabalho para os engenheiros.

Melhores oportunidades para os engenheiros

Hoje, com a crise no setor de construção e mobiliário, a engenharia civil, ainda que de grande relevância, não é mais a maior oportunidade do ramo. Diferentemente, devido ao avanço da automação e ao alto grau de desenvolvimento dos sistemas produtivos, a engenharia mecatrônica tem se mostrado uma grande oportunidade profissional.

Os engenheiros mecatrônicos já conseguem substituir alguns profissionais por sua capacidade de construir processos e ferramentas mais homogêneos, integrando os saberes de computação, de elétrica e de mecânica em um único projeto.

Os engenheiros de energia também possuem um futuro promissor. Com a crise energética que se apresenta em diferentes países, estes profissionais, responsáveis desde a geração até a distribuição e o uso da energia, serão extremamente necessários para a infra-estrutura das sociedades no futuro.

Ainda assim, como adiantamos, todas as diversas áreas de especialização da engenharia continuam ser requeridas. A de produção, por exemplo, continua em alta com a atualização da Indústria para o modelo 4.0 e pelas necessidades de gerenciamento da cadeia de suprimentos, com redução de custos, por exemplo.

Tendências do mercado de trabalho

Foi-se o tempo em que os engenheiros eram rotulados como pessoas antissociais. Quem permanece com este perfil profissional, hoje pode encontrar mais dificuldades para conseguir bons empregos e salários.

Verifica-se uma mudança no mercado de trabalho como um todo, que passa a exigir profissionais mais complexos, versáteis e capazes de atuação em distintas frentes.

Além de ser exigido habilidades sociais, como boa relação interpessoal, comunicação, conhecimentos em línguas e capacidade de liderança, as tendências do mercado incluem uma especialização cada vez mais dedicada.

Também está sendo valorizado o pensamento inovador, criativo, além de inteligência emocional para lidar com o cotidiano empresarial e de negócios.

Caminhos profissionais alternativos

Além dos setores industriais e das grandes empresas vinculadas estritamente à engenharia, no Brasil o engenheiro formado pode atuar em outros setores.
Por sua grande habilidade com gestão e manejo de projetos, os engenheiros estão sendo recrutados para atuar em empresas de serviços, por exemplo, liderando equipes inteiras em diferentes setores.

Em vendas, este profissional pode atuar onde aplique seus conhecimentos técnicos para conquistar clientes exigentes e racionais, como também para sanar as dúvidas mais específicas que costumam atrasar a consolidação de negócios grandiosos, como a compra de equipamentos agrários ou industriais.

Além destas, algumas das outras oportunidades “foras da caixa” são o mercado financeiro e a área de consultoria técnica, nas quais estes profissionais, com amplo conhecimento em matemática e lógica, conseguem atuar com facilidade.

Se você gostou de saber mais sobre o panorama do mercado de engenharia no Brasil, irá gostar de ler dicas para se dar bem em sua entrevista de emprego. Clique aqui e confira!

Compartilhe

Veja também: